SPOT reúne com Secretaria-Geral do Ministério da Saúde

Realizou-se no dia 22 de janeiro uma reunião da Secretaria-Geral do Ministério da Saúde (SGMS) com um conjunto de entidades portuguesas envolvidas em missões humanitárias na área da saúde, nomeadamente nos PALOP.

A SPOT foi convidada a participar e trocaram-se impressões sobre as diferentes iniciativas existentes no país, nessa área.

A ideia da SGMS é fazer um levantamento de todas elas e dar-lhes mais visibilidade, potenciando sinergias e parcerias. A SPOT manifestou a sua disponibilidade e interesse na divulgação dessas missões e em participar na sua organização, nomeadamente no que se refere à constituição das equipas profissionais de ortopedia.

Por iniciativa da SPOT, foi introduzido na discussão o tema da evacuação de doentes dos PALOP, no sentido da sensibilização para os problemas da crescente dificuldade na alocação dos recursos, de seguimento e encaminhamento e pelo abandono resultante da falta de apoio da DGS, das embaixadas dos respetivos países de origem e dos contactos/familiares indicados, agravado pela recusa de muitos em voltar aos seus países de nacionalidade. A SPOT reforçou, ainda, a necessidade de uma maior articulação, nomeadamente por via telemática, com os hospitais de origem, quer antes da evacuação para o conhecimento do caso clínico e avaliação da adequabilidade e timing da transferência, quer após o regresso, para o respetivo seguimento e orientação.

A necessidade de maior compromisso, apoio e envolvimento dos países de origem, nomeadamente através das suas embaixadas em Portugal, foi também enfatizada.

Sobre estes assuntos, a DGS deixou o compromisso de ir rever os atuais protocolos, exigir maior participação das representações diplomáticas e desenvolver novos modelos de aceitação prévia dos doentes e de seguimento, apoiadas em conferências clínicas online entre os médicos do hospital de origem e os serviços de Ortopedia dos hospitais portugueses recetores.